Cardio da Vida
Procurar
Close this search box.
Procurar
Close this search box.

Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS)

margarida barata

Margarida Duarte Barata - Pneumologista | Somnologista

Publicado no dia 29 de janeiro de 2024

O que é a SAOS?
A Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono, geralmente referida pelos profissionais de saúde como SAOS, é um distúrbio comum e subdiagnosticado, que se caracteriza por episódios recorrentes de obstrução das vias aéreas superiores durante o sono.

SAOS

A SAOS, tal como a insónia, é uma das doenças do sono mais frequentes. Um dos principais fatores de risco é a obesidade, sendo também mais prevalente no sexo masculino, em pessoas mais velhas e com alterações craniofaciais. O consumo de álcool e de benzodiazepinas também aumenta o risco, devido ao efeito miorrelaxante.

A obstrução frequente das vias aéreas superiores leva à hipoxia intermitente durante a noite (queda frequente dos níveis de oxigénio no sangue), induzindo o stress oxidativo, promovendo a atividade excessiva do sistema nervoso simpático, inflamação e disfunção endotelial, podendo contribuir para o aumento do risco cardiovascular.

Quais os principais sinais e sintomas associados à SAOS?

• Roncopatia (ressonar);
• Episódios de engasgamento / sufocamento durante o sono;
• Pausas respiratórias durante o sono;
• Sono não reparador;
• Sonolência diurna excessiva;
• Nictúria (aumento da frequência de idas à casa de banho durante a noite para urinar);
• Diminuição da capacidade de concentração;
• Fadiga / irritabilidade;
• Cefaleias matinais;
• Disfunção sexual.
Como é realizado o diagnóstico de SAOS?

O diagnóstico de Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono é geralmente realizado em consultas especializadas de Sono, após realização da anamnese (história clínica), observação do doente (é avaliado o peso, perímetro cervical, permeabilidade nasal, anatomia da orofaringe e pesquisa de anomalias craniofaciais). Posteriormente é solicitado um exame complementar a fim de confirmar o diagnóstico, chamado de polissonografia.

A polissonografia, vulgarmente chamada de “estudo do sono”, é um exame realizado durante a noite num laboratório de sono ou em casa, dependendo das comorbilidades respiratórias, cardiovasculares e/ou neurológicas do doente, e/ou suspeita de outras doenças do sono.

O diagnóstico é confirmado se o índice de apneia / hipopneia (IAH) for ≥ 5 eventos/hora na presença de sintomas ou ≥ 15 eventos/hora, mesmo na ausência de sintomas ou comorbilidades.
desktop apneia
O meu smartwatch é suficiente para fazer o diagnóstico de SAOS?

Atualmente, não existe ainda nenhum smartwatch validado para o diagnóstico de Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono, embora se estime que num futuro próximo o seu diagnóstico seja realizado com recurso a equipamentos cada vez mais portáteis e sofisticados.

Estes equipamentos poderão, contudo, levantar a suspeita de patologia do sono. A tecnologia do smartwatch é geralmente usada para avaliar a qualidade do sono e estado de saúde. Alguns destes equipamentos têm a capacidade de reportar sinais vitais e outras variáveis importantes como: ressonar, pulso, frequência respiratória, oximetria, frequência cardíaca, qualidade do sono.

Deste modo, apesar de não estarem aprovados para o seu diagnóstico, a alteração nestes parâmetros, principalmente se associada aos sintomas anteriormente referidos, deverá motivar a procura do médico assistente e eventual encaminhamento para consulta especializada.

Todos os doentes com SAOS têm de dormir com uma “máquina do sono”?

A máquina do sono, ou mais corretamente chamado CPAP (continuous positive airway pressure) ou APAP (autotitrating positive airway pressure), consiste num tratamento que, através de uma máscara nasal ou facial, aplica pressão positiva na via aérea impedindo o colapso da via aérea superior. Este equipamento é indicado em pessoas com SAOS moderada a grave e/ou SAOS ligeira se associada a sintomas como a sonolência diurna excessiva e comorbilidades como a hipertensão arterial.

Todos os doentes com SAOS e obesidade devem ainda ser referenciados a consulta de nutrição e/ou cirurgia de obesidade, uma vez que a perda de peso é um dos fatores fulcrais no tratamento desta entidade.

Poderão ainda ser opções terapêuticas em doentes com SAOS ligeiro, deformações craniofaciais, SAOS posicional e/ou inadaptação ao CPAP/APAP, outras alternativas como os dispositivos de avanço mandibular, terapêutica posicional, terapia miofuncional orofacial e cirurgia.

Tome nota:

– Se apresenta algum dos sintomas referidos e suspeita sofrer de SAOS, procure uma consulta com um médico especializado em medicina do Sono.

– Se já tem o diagnóstico de SAOS e não se adapta ao CPAP / APAP, procure junto do seu médico se é candidato a outras alternativas terapêuticas.

Qual a importância da qualidade do sono?

importancia da qualidade do sono

Referências:

  1. Bugalho A. et al. Pneumologia fundamental. LIDEL, 2019;
  2. Bassetti C. et al. Sleep Medicine Textbook, 2nd edition. European Sleep Research Society (ESRS), 2021.

FAÇA O SEU REGISTO E NÃO PERCA AS NOVIDADES

Assine a newsletter e receba mensalmente sugestões de artigos e insights dos especialistas do Cardio da Vida!
Caso não encontre o nosso email, por favor, verifique a sua caixa de spam ou de lixo eletrónico.