Cardio da Vida
Procurar
Close this search box.
Procurar
Close this search box.

Prevenir doenças cardiovasculares nas crianças?

Artigo de José Ferreira Santos - Cardiologista
A expressão ‘De pequenino é que se torce o pepino!’ tem muitas aplicações e no caso da prevenção cardiovascular também faz todo o sentido. Apesar ser bem conhecido que mais de 80% das mortes de origem cardiovascular poderiam ser prevenidas com uma identificação atempada e um controlo adequado dos fatores de risco, a doença cardiovascular continua a ser a principal causa de morte na população adulta em todo o mundo. A aterosclerose é a principal causa de doença cardiovascular e… pode começar a desenvolver-se na infância e adolescência. Por isso, muitos adultos jovens podem já ter lesões nas artérias, sendo na maioria dos casos assintomáticas (não apresentam sintomas).  A evolução da aterosclerose até à ocorrência do primeiro evento cardiovascular, por exemplo, um enfarte agudo do miocárdio ou acidente vascular cerebral (AVC), é normalmente um processo lento e que demora vários anos. Por isso, se queremos prevenir e reduzir o risco de desenvolver doenças cardiovasculares, a prevenção deve começar cedo!

‘De pequenino é que se torce o pepino’?

Erros alimentares, sedentarismo, excesso de peso, pressão arterial elevada, colesterol elevado e uso de tabaco são fatores de risco cardiovascular sobejamente conhecidos nos adultos. Será que nas crianças e adolescentes têm também importância? E, se tiver, quão cedo se deve começar a prevenção?
Para responder a esta questão, investigadores de três países:
  • Estudaram 38.589 crianças com idades entre os 3 e os 19 anos, com média de 11 anos. 
  • Em cada criança foi determinado o peso, a pressão arterial, os níveis de colesterol e de triglicéridos e registado o consumo de tabaco. 
  • As crianças foram depois seguidas até à idade adulta. 
  • Em média, o período de seguimento durou 35 anos.
  • Foi registada a ocorrência de eventos cardiovasculares e eventual morte de causa cardíaca.

Principais resultados

Na população seguida, 4% dos adultos tiveram um evento cardíaco, que ocorreu em média aos 47 anos de idade. As crianças com excesso de peso, pressão arterial, colesterol e triglicéridos acima da média e que fumavam tiveram um risco até 10 vezes superior de desenvolver um evento cardíaco.
Para cada um dos fatores de risco, o risco de um evento cardíaco foi:
  • Fumar durante a adolescência: risco 1,6 vezes superior; 
  • Excesso de peso: risco 1,6 vezes superior; 
  • Obesidade: risco 3 vezes superior; 
  • Hipertensão arterial ou pressão arterial elevada: risco 2 vezes superior; 
  • Triglicéridos e/ou colesterol elevado: risco 2-3 vezes superior.

Como prevenir o risco cardiovascular nos mais jovens?

Importa reforçar as medidas de prevenção do risco cardiovascular também nas crianças e adolescentes.

Nestes jovens, as medidas de prevenção centram-se no estilo de vida, nomeadamente:

  1. Manter o peso corporal dentro dos limites normais, ou seja, um índice de massa corporal (IMC) inferior ao percentil 85.
  2. Fazer pelo menos 60 minutos por dia de atividade física moderada ou intensa.
  3. Manter uma dieta equilibrada: 
    • 4-5 porções de fruta e vegetais por dia; 
    • 2-3 porções de cereais integrais (sem açúcar adicionado) por dia; 
    • Pelo menos 2 porções de peixe por semana; 
    • Menos de 1,5 g de sal por dia; 
    • Não beber ou reduzir ao mínimo as bebidas com açúcar adicionado, com particular atenção para os sumos, refrigerantes, leite com chocolate, bebidas energéticas, entre outras.
  4. Não fumar.

Lembre-se sempre…


A prevenção cardiovascular começa nos nossos filhos e em todas as crianças.
As mesmas medidas que correspondem a um estilo de vida saudável nos adultos, podem e devem ser também implementadas nas crianças. 

  • Ao fazê-lo estaremos a dar em média mais 12 anos de vida a uma criança! 

E este será um ganho sem preço e conseguido sem medicamentos ou outras intervenções. 

  • Optar por escolhas mais saudáveis é quanto basta para que as crianças tenham a energia que precisam e uma vida mais longa e saudável!
Referências:
  1. Jacobs DR Jr, et al. Childhood cardiovascular risk factors and adult cardiovascular events. N Engl J Med 2022;386:1877-1888. 
  2. Petersen KS, Kris-Etherton PM. Prevention of cardiovascular disease starts in childhood. National Academy of Medicine. 2017.
  3. Pool LR, et al. Childhood risk factors and adulthood cardiovascular disease: a systematic review. J Pediatr. 2021;232:118-126.e23.  

FAÇA O SEU REGISTO E NÃO PERCA AS NOVIDADES

Assine a newsletter e receba mensalmente sugestões de artigos e insights dos especialistas do Cardio da Vida!
Caso não encontre o nosso email, por favor, verifique a sua caixa de spam ou de lixo eletrónico.