Cardio da Vida
Procurar
Close this search box.
Procurar
Close this search box.

SERÁ QUE CAMINHAR AUMENTA A LONGEVIDADE?

Artigo de Ricardo Escada - Fisiologista do Exercício
29 jun 2022

Na minha prática diária de consultas, tenho verificado que as pessoas estão cada vez mais sedentárias, em parte devido ao desafio do teletrabalho, que retirou a deslocação casa-trabalho-casa, mas também devido à ausência da rotina diária de trabalho, em particular nas pessoas reformadas.

De forma a compensar essa maior inatividade, tenho prescrito “movimento” para romper com o hábito sedentário que as práticas profissionais (ou falta delas) impõem.

Mas a pergunta que me colocam nas consultas é:

QUAL A QUANTIDADE DE MOVIMENTO?

A minha resposta e prescrição é baseada na ciência, mais concretamente no estudo de Paluch A. et al. (2022), que quantificou o número de passos diários necessários para melhorar a saúde e a longevidade dos adultos, consoante a sua idade, diminuindo o risco de morte prematura.

Os investigadores relacionaram o efeito das tarefas físicas diárias com a mortalidade por todas as causas entre adultos com 18 anos ou mais. Começaram por agrupar os quase 50.000 participantes em quatro grupos, de acordo com a média de passos por dia.

O grupo com um número diário de passos mais baixo teve uma média de 3500; o segundo, 5800; o terceiro, 7800; e o quarto, 10.900 passos por dia.

Entre os três grupos mais ativos, ou seja, os que deram mais passos por dia, houve um risco de morte 40-53% menor, em comparação com o grupo que menos passos diários deu. 

Os investigadores concluíram que o alvo adequado para
conseguirmos melhorias na saúde e longevidade é:

Cerca de
8000 a 10.000 passos
por dia para adultos com menos
de 60 anos

Cerca de
6000 a 8000 passos
por dia para adultos com 60 anos
ou mais

A evidência científica que suporta os benefícios da atividade física na nossa saúde é cada vez mais robusta! Por esse motivo, movimentarmo-nos mais, mesmo que seja apenas andar, é benéfico para a nossa saúde e para aumentar a nossa longevidade.

Referências:

1. Paluch A, et al. Daily steps and all-cause mortality: a meta-analysis of 15 international cohorts. Lancet Public Health. 2022;7(3):e219-e228.

Artigo de Ricardo Escada - Fisiologista do exercício

Gosto muito do que faço, faz parte do que sou! Mas também adoro partilhar momentos com a família e amigos. E viajar… adoro viajar. Mas para desfrutar ao máximo desses momentos há uma coisa que é preciso, Saúde! Para isso, acredito no equilíbrio entre o exercício, a alimentação, o descanso e a socialização para um bem-estar pleno.

MAIS ARTIGOS DO SEU INTERESSE:

FAÇA O SEU REGISTO E NÃO PERCA AS NOVIDADES

Assine a newsletter e receba mensalmente sugestões de artigos e insights dos especialistas do Cardio da Vida!
Caso não encontre o nosso email, por favor, verifique a sua caixa de spam ou de lixo eletrónico.