Cardio da Vida
Procurar
Close this search box.
Procurar
Close this search box.

O CONSUMO DE ÁLCOOL E AS SUAS CONSEQUÊNCIAS PARA A SAÚDE

Artigo de José Ferreira Santos - Cardiologista
19 abr 2021
O consumo de álcool é benéfico para a saúde? Provavelmente, não.
Embora exista a crença de que o álcool faz bem ao coração, tal está longe de ser verdade!

O consumo regular de álcool em quantidades moderadas ou o seu consumo exagerado, mesmo que pontual, associa-se a uma série de problemas de saúde, tais como:

Doença cardiovascular*

Litíase
(“pedras” na vesícula biliar)

Osteoporose

Cancro da mama e cancros da cabeça, pescoço e tubo digestivo

Pancreatite

Aumento do risco de acidentes e traumatismos

Hepatite, fígado gordo, cirrose e cancro do fígado

Excesso de peso e obesidade

Problemas psicossociais (violência, depressão, suicídio)

Redução do desempenho intelectual

Redução do desempenho intelectual

Irritabilidade, ansiedade e depressão

Sonolência, com risco de acidentes graves (quando acontecem microssonos)

Aumento do risco de enfarte agudo do miocárdio, de arritmias e de outras doenças

Redução da libido

Redução do desempenho intelectual

Aumento do risco de obesidade

Aumento do risco de enfarte agudo do miocárdio, de arritmias e de outras doenças

*Embora o consumo ligeiro-moderado de álcool possa reduzir o risco de doença coronária, aumenta o risco de arritmias, de insuficiência cardíaca e de acidente vascular cerebral.

O consumo de álcool pode proteger o coração?

Existem alguns estudos observacionais que apontam para que o consumo regular de álcool em quantidades ligeiras-moderadas pode proteger o coração do desenvolvimento de aterosclerose e, consequentemente, reduz o risco de enfarte agudo do miocárdio.

A maioria destes estudos aponta para um benefício para consumo regular de álcool, numa quantidade inferior a 15 g/dia (e inferior a 100 g/semana). Adicionalmente, e em alguns estudos, o benefício do álcool parece ser essencialmente atribuído ao consumo de vinho tinto, rico em substâncias fenólicas e flavonoides, com ação antitrombótica e antioxidante.

É importante referir que apesar de alguns estudos terem revelado um menor risco de doença cardíaca aterosclerótica com o consumo regular de álcool, em quantidades moderadas, não se verificou um prolongamento dos anos de vida, provavelmente devido ao aumento do risco de outras doenças relacionadas com o álcool.

O consumo de álcool pode proteger o coração?

Existem alguns estudos observacionais que apontam para que o consumo regular de álcool em quantidades ligeiras-moderadas pode proteger o coração do desenvolvimento de aterosclerose e, consequentemente, reduz o risco de enfarte agudo do miocárdio.

A maioria destes estudos aponta para um benefício para consumo regular de álcool, numa quantidade inferior a 15 g/dia (e inferior a 100 g/semana). Adicionalmente, e em alguns estudos, o benefício do álcool parece ser essencialmente atribuído ao consumo de vinho tinto, rico em substâncias fenólicas e flavonoides, com ação antitrombótica e antioxidante.

É importante referir que apesar de alguns estudos terem revelado um menor risco de doença cardíaca aterosclerótica com o consumo regular de álcool, em quantidades moderadas, não se verificou um prolongamento dos anos de vida, provavelmente devido ao aumento do risco de outras doenças relacionadas com o álcool.

Que quantidade de álcool devo beber?

Se não bebe regularmente álcool não comece a fazê-lo com o intuito de proteger o seu coração!

Se tiver alguma das doenças associadas ao álcool, deve fazer abstinência completa de álcool.

Se optar por beber álcool, faça-o de forma ligeira-moderada :

• Até 15 g por dia, equivalente a 1 lata de cerveja, 150 ml de vinho (1-2 copos) ou 50 ml (1 cálice pequeno) de bebidas espirituosas;

• Evite consumir mais de 100 g de álcool por semana!

• E não vale concentrar o consumo das 100 g em apenas 1-2 dias da semana, pois isso aumenta o risco de complicações associadas ao álcool!

Que quantidade de álcool devo beber?

Se não bebe regularmente álcool não comece a fazê-lo com o intuito de proteger o seu coração!

Se tiver alguma das doenças associadas ao álcool, deve fazer abstinência completa de álcool.

Se optar por beber álcool, faça-o de forma ligeira-moderada :

• Até 15 g por dia, equivalente a 1 lata de cerveja, 150 ml de vinho (1-2 copos) ou 50 ml (1 cálice pequeno) de bebidas espirituosas;

• Evite consumir mais de 100 g de álcool por semana!

• E não vale concentrar o consumo das 100 g em apenas 1-2 dias da semana, pois isso aumenta o risco de complicações associadas ao álcool!

FAÇA O SEU REGISTO E NÃO PERCA AS NOVIDADES

Assine a newsletter e receba mensalmente sugestões de artigos e insights dos especialistas do Cardio da Vida!
Caso não encontre o nosso email, por favor, verifique a sua caixa de spam ou de lixo eletrónico.